A 'Suma Teológica' em Vitrais (EM ANDAMENTO)

  • 60 Alunos matriculados
  • 40 Horas de duração
  • 16 Aulas
  • 1 Módulos
Parcele em 12x R$ 59,96 (ou R$ 597,00 à vista) OU
Comprar Agora Dê um passo adiante em sua carreira!
ASSINE JÁ

Obtenha acesso a este e outros cursos

As luzes da escola tomista continuam a ser — mais de sete séculos após a morte de Santo Tomás de Aquino — fonte inexaurível para as mais diversas ciências.
Sidney Silveira

A ‘SUMA TEOLÓGICA’ EM VITRAIS 

A “Suma Teológica” de Santo Tomás de Aquino (1225-1274) é um dos cumes do pensamento humano. Escrita sob os ditames do método escolástico da disputatio, esta verdadeira catedral dialética subdivide-se em 512 questões, 2.669 artigos e inumeráveis objeções, contra-objeções e respostas magistrais por cujo intermédio o Doutor Angélico deu resolução filosófica e teológica satisfatória a problemas de capital importância, inerentes à nossa humana condição.

Embora o objetivo do Aquinate tenha sido compor uma obra para principiantes (Quia Catholicae veritatis doctor non solum provectos debet instruere, sed ad eum pertinet etiam incipientes erudire), o fato é que o seu estudo apresenta vários problemas para os leitores contemporâneos. O primeiro deles é o formato de DISPUTA MAGISTERIAL, que obedecia a regras rigorosas hoje ignoradas quase por completo. Em síntese, o desconhecimento dessas regras acarreta um déficit de compreensão considerável – e o resultado é que muitos abandonam a leitura da “Suma” ainda nas primeiras questões da Prima Pars. 

Esta monumental obra foi escrita com método e deve ser lida com método. Para muitos, outra dificuldade provém da DENSIDADE DO TEXTO e da APARENTE ARIDEZ DA ARGUMENTAÇÃO de Santo Tomás, cujo rigor lógico e objetividade parecem exaurir leitores acostumados a divagações, a circunlóquios, a volteios prolixos, em se tratando de textos filosóficos. O Aquinate diz muito em poucas linhas, o que pode passar a errônea impressão de não ter ido ao âmago dos problemas abordados. 

Grande equívoco! 

Por muitas razões, um curso sobre a “Suma Teológica” justifica-se nos dias de hoje: razões espirituais, razões civilizacionais, razões morais, razões políticas, razões filosóficas e razões teológicas. 


A “SUMA’ E O VITRAL

Numa catedral gótica, a luz que vem de fora adentra o templo pelos vitrais – e, então, o que parecia opaco ganha em cor, forma, inteligibilidade. O simbolismo do vitral como veículo de conhecimento parece-nos indicado para aludir a um curso sobre a “Suma Teológica”. Nela, cada vitral é uma abertura para verdades fundamentais; cada vitral representa o trânsito do sensível ao inteligível; cada vitral é um convite ao êxtase contemplativo para o qual o intelecto humano está aparelhado. 

À luz destas considerações, frise-se que o curso “A Suma Teológica em Vitrais” se propõe ser mais do que um mero guia de leitura desta obra saída da pena iluminada do Doctor Communis da Igreja. O propósito desta iniciativa pedagógica é apresentar um panorama do conteúdo da “Suma”, sem deixar de destacar sua importância histórica, filosófica e teológica, sua atualidade, sua pertinência como instrumento de defesa da fé católica, etc. 

__________________________________

SIDNEY SILVEIRA é jornalista, escritor e estudioso da filosofia medieval. Conhecido por ser um dos maiores divulgadores da Escolástica no Brasil – com ênfase na obra de Tomás de Aquino, o Doctor Communis da Igreja Católica – atualmente Sidney Silveira é coordenador da Coleção Medievalia, da É Realizações Editora; e da Coleção Escolástica, da editora Concreta. Foi criador da editora Sétimo Selo, que, entre 2005 e 2012, apresentou ao público brasileiro diferentes obras de autores escolásticos, sempre em edições bilíngues (latim/português). 

Algumas das apresentações e notas explicativas da lavra de Sidney Silveira a obras até então inéditas em língua portuguesa são consideradas por muitos como a decisiva introdução ao pensamento escolástico no Brasil, antes relegado a círculos acadêmicos fechados e a seminários de formação de sacerdotes. 

Em virtude deste acurado trabalho editorial, muitos leitores começam a ter acesso a fontes primárias que ainda não tinham adentrado o mercado brasileiro de livros.

2 anos Sem tempo para fazer o curso agora? Não tem problema.
Você poderá participar desse curso até 2 anos após a matrícula.

Interessados por filosofia, teologia, direito, psicologia, catolicismo, e filosofia moral.

Sidney Silveira
"As luzes da escola tomista continuam a ser — mais de sete séculos após a morte de Santo Tomás de Aquino — fonte inexaurível para as mais diversas ciências."


Sidney Silveira atualmente coordena duas coleções de filosofia e teologia: a Coleção Medievalia, da Editora É Realizações, e a Coleção Escolástica, da Editora Concreta. Foi também editor da Sétimo Selo, cujo projeto era o de publicar clássicos do Medievo – sobretudo obras do principal autor do período, Santo Tomás de Aquino.

Mantém há oito anos blog Contra Impugnantes.


Conteúdo Programático

  • 1. Aula 01. DADOS BIOGRÁFICOS E BIBLIOGRÁFICOS
  • 2. Aula 02. CATÁLOGO DE OBRAS DE S TOMÁS (I)
  • 3. Aula 03. CATÁLOGO DE OBRAS DE S. TOMÁS (II) E MÉTODO DIALÉTICO
  • 4. Aula 04. AS QUESTÕES DA SUMA
  • 5. Aula 05. AUTORIDADE DOUTRINAL DE SANTO TOMÁS (I)
  • 6. Aula 06. AUTORIDADE DOUTRINAL DE SANTO TOMÁS (II)
  • 7. Aula 07. TOMISMO: SÍNTESE FILOSÓFICA E TEOLÓGICA
  • 8. Aula 08. O SENTIDO DE UNIDADE DA PRIMA PARS DA SUMA (I)
  • 9. Aula 09. O SENTIDO DE UNIDADE DA 'PRIMA PARS' DA SUMA (II)
  • 10. Aula 10. “PRIMA PARS”: ATRIBUTOS DIVINOS - (PRIMEIRA APROXIMAÇÃO)
  • 11. Aula 11. O PRÓLOGO DA "SUMA"
  • 12. Aula 12. MEANDROS DA DISPUTATIO (I)
  • 13. Aula 13. MEANDROS DA DISPUTATIO (II)
  • 14. AULA 14. SE A TEOLOGIA É CIÊNCIA
  • 15. AULA 15. SE A TEOLOGIA É CIÊNCIA (II)
  • 16. AULA 16. ELEMENTOS DE METAFÍSICA E GNOSIOLOGIA
Voltar ao topo